Contato

Contato
Proteste, reivindique e anuncie! - Clique e saiba as vantagens e alcance do www.blogdofrederico.com

.

.
frederico.blog@gmail.com | https://www.facebook.com/BlogDoFrederico

Oh Bom Jesus! Terra da ILEGALIDADE


Mais uma vez toda a sociedade pode testemunhar o circo armado entre os poderes executivo e legislativo no qual podemos presenciar os mágicos do poder dar um banho de imoralidade e ilegalidade na sessão extraordinária para votação de diversas matérias enviadas pelo executivo, e que foram aprovadas por oito votos a favor contra dois contrários aos interesses espúrios dessa gangue do poder. Importante ressaltar que nesse circo os palhaços ficam na plateia e não consegue rir de nada desse show de horrores. O primeiro ato circense ficou a cargo do horário agendado para essa sessão ordinária, agendar para as 13:00 h de uma segunda feira de janeiro é para que ninguém fosse mesmo. Mas a sociedade compareceu em número expressivo enchendo as galerias da sala de sessões. E nem assim os improbos adestrados do poder se incomodaram, até os novatos já estão aprendendo com a frieza dos veteranos.

Iniciada a sessão o primeiro secretário leu o expediente do dia, chegou em dado momento que dois projetos do governo teriam a necessidade de um parecer da comissão permanente de constituição, justiça e redação e a comissão permanente de orçamento e finanças. E essas comissões permanentes somente serão nomeadas e oficializadas na primeira sessão ordinária do ano, provavelmente em meados de fevereiro.  Então o presidente da casa, vereador Luciano Nunes nomeou ali mesmo as duas comissões provisórias (constituição, justiça e redação e orçamento e finanças) e suspendeu a sessão em CINCO MINUTOS para que os indicados para as referidas comissões provisórias apreciassem os projetos e emitissem um parecer para prosseguir a sessão. Pergunto a qualquer bom-jesuense se existe um ser humano capaz de apreciar dois projetos de grande complexidade jurídica e emitir um parecer preciso em apenas CINCO MINUTOS? NUNCA SERÃO!!!
________________________________________________________________________

Abaixo o vídeo com a afirmativa do vereador Moacir AF
________________________________________________________________________

Muitos ficaram desconfiados que esse parecer já estava pronto  (tudo armado),  e essa nossa desconfiança foi confirmada pelo fato do vereador Moacir a AF ter entrado na sala de reuniões e retornado para a sala de sessões em menos de três minutos. Perguntei a ele o que ele estava fazendo ali e não reunido com os demais membros da comissão provisória em que ele fora nomeado, e o mesmo afirmou em público que somente ASSINOU e que sequer leu o que assinou confirmando a todos que esse parecer já estava pronto sem que as tais comissões existissem, o artigo 37 da constituição federal cita os princípios fundamentais da administração pública e dois desses princípios foram pisoteados pelos nossos nobres edis. A legalidade e a moralidade foram para o vinagre. Então vamos combinar que esses seis vereadores nomeados para essas duas comissões provisórias assumiram a autoria de um documento que eles não fizeram, podemos até sugerir como um ato de falsidade ideológica ou a quebra do decoro parlamentar por parte desses seis senhores que são pagos por nós para defender nossos interesses.
________________________________________________________________________
a hora do voto
__________________________________________________

Importante ressaltar que o vereador Moacir assinou o parecer favorável aos projetos do governo e votou contra, suspeito que ele somente votou contra por conta da reação do público presente no voto do vereador Ricardo Aguiar, este sim votou contra em todas as matérias de interesse do governo e o amigo Moacir somente votou a do orçamento, ele por exemplo votou a favor da contratação temporária e o reajuste absurdo das diárias de viagens da prefeita, ele também votou a favor da solicitação do executivo em realizar diversas  contratações temporárias sem processo seletivo, o que é proibido por lei, e que inclusive a prefeita já assinou alguns Termos de Ajustamento e Conduta (TAC) junto ao ministério público do trabalho em que ela estaria obrigada em realizar o concurso e que estaria impedida de realizar contratações temporárias.
________________________________________________________________________


O protesto do presidente do SINDSERV-BJI
__________________________________________________



Panorama legislativo BJI | Sessão 24/11 - Discussões e deliberações na plenária

Siga as atualizações do blog por e-mail se cadastrando aqui!